.

.

quinta-feira, 28 de maio de 2020

Márcio Jerry reage à fala de Eduardo Bolsonaro e sugere apuração no Conselho de Ética

O deputado federal Márcio Jerry (PCdoB-MA) reagiu ao comentário do também deputado, Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), que em uma transmissão ao vivo na quarta-feira (27) afirmou que haverá uma “ruptura” democrática em breve.

“O núcleo familiar-miliciano de Jair Bolsonaro desrespeita e agride o Brasil, xinga outros poderes, debocha da democracia. Não há espaço para meio termo: são criminosos. E com essa fala de Eduardo há mais razões para chamarmos ele ao Conselho de Ética da Câmara”, disse Jerry.

Durante uma conversa com o blogueiro Allan dos Santos, um dos alvos de ação da Polícia Federal no âmbito do inquérito das fake news - que investiga o uso de notícias falsas, ofensas e ameaças -, Eduardo atacou os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), defendeu que o inquérito seja arquivado e que o ministro Alexandre de Moraes, relator do caso, seja punido. 

“Eu até entendo quem tenha uma postura mais ‘moderada’, vamos dizer, para não tentar chegar em um momento de ruptura, um momento de cisão ainda maior, um conflito ainda maior. Eu entendo essas pessoas que querem evitar esse momento de caos, mas, falando bem abertamente, opinião do Eduardo Bolsonaro, não é mais uma opinião de ‘se’ [vai acontecer o golpe], mas de ‘quando’ isso vai ocorrer” afirmou Eduardo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário