Publicidade

Publicidade

sexta-feira, 23 de junho de 2017

Com emenda de Othelino, Luciano Genésio recebe ambulância para Pinheiro

O presidente em exercício da Assembleia Legislativa, deputado estadual Othelino Neto (PCdoB), e outros parlamentares participaram da entrega de ambulâncias para oito municípios maranhenses, entre eles a de Pinheiro, adquirida com emenda de sua autoria. Os veículos foram entregues pelo governador Flávio Dino aos gestores durante solenidade, nesta quinta-feira (22), no Palácio dos Leões. As unidades foram compradas por meio de emendas parlamentares e de recursos do Tesouro Estadual.

O município de Pinheiro foi um dos contemplados com uma ambulância adquirida por meio de uma emenda parlamentar de Othelino Neto. O presidente em exercício da Assembleia fez questão de participar da cerimônia e entregar, com o governador, as chaves do veículo nas mãos do prefeito Luciano Genésio (fotos). O parlamentar tem cobrado investimentos como esse em municípios onde o transporte de pacientes é feito em caminhonetes, como aconteceu na principal cidade da Baixada Maranhense.

Em discurso na tribuna esta semana, Othelino Neto revelou que, no final do ano passado, convidou  o prefeito de Pinheiro, Luciano Genésio, para que ele viesse à Assembleia discutir a emenda parlamentar, mas ele não demonstrou o menor interesse. “Eu queria apenas discutir com ele, que aliás nos derrotou nas eleições do ano passado, a emenda para beneficiar a cidade. Infelizmente, o prefeito não veio até aqui, não demonstrou interesse”, frisou.

O deputado enviou ofício ao secretário-chefe da Casa Civil do governo do Estado, Marcelo Tavares, solicitando, com urgência, liberação de emenda de sua autoria, no valor de R$ 160 mil, com objetivo de adquirir uma ambulância para socorrer a população da cidade, depois de ver, com tristeza, um vídeo, viralizado na internet, de um cidadão que se acidentou em Pinheiro, sofreu um acidente de moto e a equipe do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) foi chamada para socorrê-lo, mas não havia nenhuma ambulância para transportar o paciente até o Hospital Antenor Abreu.

“Estou muito feliz em poder ajudar o município de Pinheiro com este novo veículo, que certamente vai ajudar a melhorar o sistema de saúde da cidade. Lamentei na tribuna que pacientes estejam sendo transportados em caminhonetes e me deixa muito feliz o fato de a ambulância estar sendo entregue ao município, o que certamente vai ajudar pessoas que precisam”, assinalou Othelino Neto.

Reforço para o sistema de saúde

As ambulâncias representam um reforço para o sistema de saúde pública do Maranhão. Desta vez, foram beneficiados os municípios de Joselândia, Buritirana, Governador Edson Lobão, Cajapió, São João do Paraíso, Montes Altos, Pinheiro, além de uma unidade para a Unidade de Pronto Atendimento do bairro Araçagi, em São José de Ribamar.

“Para nós vai representar uma salvação, pois nós temos duas ambulâncias e as duas estão quebradas, com o motor batido. As ambulâncias chegam em uma hora de suma importância para o nosso município”, afirmou o prefeito Professor Geraldo Braga, de Governador Edson Lobão.

Outros deputados também destinaram emendas para a aquisição de ambulâncias, como a deputada Valéria Macedo (PDT), que destinou emendas para Governador Edson Lobão e São João do Paraíso. “A aquisição de ambulâncias é uma das solicitações mais feitas por nós, deputados. Além de trazer conforto e qualidade no atendimento da saúde, essas ambulâncias possibilitam um atendimento mais rápido e seguro para esses pacientes. Essa é a quarta ambulância que entrego para municípios e, com certeza, vamos entregar mais, porque eles precisam”, destacou.

Já o deputado Professor Marco Aurélio (PCdoB) indicou recurso para o município de Montes Altos. Os deputados Sérgio Vieira (PEN), Ana do Gás (PCdoB), Fábio Braga (SD) e Léo Cunha (PSC) também prestigiaram o evento. “A gente fica muito feliz, porque vemos vários municípios da Região Tocantina, como é o caso de São João do Paraíso, Buritirana, Governador Edson Lobão e Montes Altos sendo contemplados. É uma política do âmbito regional estratégica, que já tem um Hospital Macrorregional para ajudar no atendimento da saúde nesses municípios e agora as ambulâncias”, disse o deputado Professor Marco Aurélio.

Com esta nova etapa de entrega, o Governo do Estado alcança o total de 100 ambulâncias disponibilizadas a municípios maranhenses, desde o início do ano. O investimento por cada veículo é de 160 mil reais. O governador Flávio Dino agradeceu o apoio da Assembleia Legislativa e dos parlamentares que destinaram as emendas aos municípios.

“São investimentos para que possamos construir um sistema de saúde pública cada vez melhor. Chegamos hoje à metade dos veículos previstos para serem entregues neste programa, que é um programa de apoio às estruturas dos municípios. São iniciativas concretas para ajudar os municípios nesse momento de crise econômica”, completou.

Ministro Fachin diz que não se pode “demonizar a política”

Agência Brasil - O ministro Edson Fachin, relator da Operação Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), disse hoje (23), em Brasília, que não se pode “demonizar a política”, afirmando, em seguida, que não está na justiça criminal “a resposta de todos os males” do Brasil.

O ministro discursou na abertura de uma palestra, organizada por ele, em um dos plenários do STF, sobre Fraternidade e Humanidade no Direito. Ele disse que “não há crise institucional no Brasil”, podendo o país “orgulhar-se da democracia que tem”, mas acrescentou ser necessário avançar no que chamou de “redenção constitucional”.

“Nela não está em primeiro plano a atuação hipertrofiada do magistrado constitucional, embora deva, quando chamado, responder com firmeza e serenidade. Em primeiro plano está a espacialidade da política, dos representantes da sociedade e a própria sociedade”, disse.

Magistrado não deve condenar por ódio

Antes, Fachin afirmou que “nenhum juiz com verdadeira vocação condena por ódio”. O ministro destacou que, ao completar neste mês dois anos de STF, seu gabinete acumula 142 inquéritos penais, 117 dos quais vinculados à Lava Jato, todos envolvendo políticos com prerrogativa de foro no STF como parlamentares e ministros.

Apesar disso, Fachin ressaltou a importância “da democracia representativa, da sociedade, do Parlamento e dos parlamentares, dos agentes públicos que, mesmo nos dissensos, constroem consensos”.

quinta-feira, 22 de junho de 2017

Othelino destina emenda para ambulância em Pinheiro e critica descaso de Luciano Genésio

O presidente em exercício da Assembleia Legislativa, deputado estadual Othelino Neto (PCdoB), enviou ofício ao secretário-chefe da Casa Civil do governo do Estado, Marcelo Tavares, solicitando, com urgência, liberação de emenda de sua autoria, no valor de R$ 160 mil, com objetivo de adquirir uma ambulância para socorrer a população da cidade. Ele repercutiu, na sessão desta quarta-feira (21), e demonstrou tristeza com um vídeo, viralizado na internet, de um cidadão que se acidentou na cidade, sofreu um acidente de moto e a equipe do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) foi chamada para socorrê-lo, mas não havia nenhuma ambulância para transportar o paciente até o Hospital Antenor Abreu.

“Fiquei triste ao ver aquela cena, um cidadão numa maca, numa carroceria de uma caminhonete que teve que ficar aberta. Os servidores do Samu se dispuseram, inclusive até chegaram a se expor, pois foram também no mesmo local. Parabenizo esses servidores por essa ação, apesar do transporte inadequado, demonstrando o compromisso com o cuidado para com a vida das pessoas, mas é muito lamentável ver essa situação na principal cidade da Baixada Maranhense”, relatou.

Na tribuna, Othelino Neto revelou que, no final do ano passado, convidou  o prefeito de Pinheiro, Luciano Genésio, para que ele viesse à Assembleia discutir a emenda parlamentar, mas ele não demonstrou o menor interesse. “Eu queria apenas discutir com ele, que aliás nos derrotou nas eleições do ano passado, a emenda para beneficiar a cidade. Infelizmente, o prefeito não veio até aqui, não demonstrou interesse”, frisou.

Segundo Othelino, com o desinteresse do prefeito, que não quis receber a ajuda para o município, e a evidente necessidade urgente, observada nesse caso citado e em inúmeros outros, ele solicitou ao governador Flávio Dino uma ambulância ao município de Pinheiro por meio de emenda. “Independente da simpatia ou da antipatia política, é preciso ter cuidado com a vida das pessoas. Já que o prefeito não se dispôs a vir aqui, a emenda já está disponibilizada e eu tenho certeza de que, em um curto espaço de tempo, o governo do Estado, assim como entregou já a diversos municípios que têm sérias dificuldades, vai enviar uma nova ambulância para a cidade”, comentou.

O deputado enfatizou, no pronunciamento, que não é obrigação do governo do Estado doar ambulâncias para os municípios. Em Pinheiro, o Hospital Jackson Lago está funcionando, atendendo as pessoas e tem ambulância, mas o Samu não dispõe de nenhuma.

“Já solicitei ao governador e, pela sensibilidade que ele tem tido com os problemas, mesmo aqueles que são de responsabilidade dos prefeitos, estou certo de que ele vai atender a essas solicitações e, no menor espaço de tempo possível, doar uma ambulância ao município de Pinheiro para que as pessoas não mais sejam transportadas de forma desumana em caminhonetes, como aconteceu com este último caso, que saiu não só na imprensa da cidade, mas também nas redes sociais e foi veiculado por televisões da capital do Estado”, comentou.

Projeto da Lei de Diretrizes Orçamentárias para 2018 é tema de audiência pública na Câmara de S. Luis

Foi realizada na manhã de quarta-feira (14), uma Audiência Pública, no Plenário Simão Estácio da Silveira, na Câmara Municipal de São Luís (CMSL) para explanar sobre a Lei de Diretrizes Orçamentária (LDO) para o exercício de 2018. O Projeto está tramitando na Casa Legislativa e deve ser votado, após o fim do cronograma, quando encerra o prazo para apresentação de emendas. Pelo regimento, o Legislativo tem até o dia 26 de junho para apresentação de emendas à LDO. Em seguida o projeto deverá ser colocado em votação em plenário até o dia 10 de julho.

A matéria foi explicada pelo secretário municipal de Planejamento e Desenvolvimento (Seplan), José Cursino Raposo, que detalhou sobre as prioridades da LDO, ou o que merece atenção do Executivo Municipal para o ano seguinte.

Também explicou sobre os anexos que devem estar presentes na LDO como as metas anuais, que trata das despesas resultado primário (não gastar mais do que se recebe) e nominal, e o montante da dívida, avaliação do cumprimento das metas fiscais do ano anterior, incluindo exercícios anteriores, a evolução do patrimônio líquido, margem de expansão das despesas obrigatórias de caráter continuado, dentre outras informações.

Ao fim das explicações começou uma rodada de perguntas feitas pelos vereadores, que poderiam ser direcionadas para o secretário municipal de Fazenda, Délcio Rodrigues, ou para os secretários de Planejamento e Desenvolvimento (Seplan), José Cursino Raposo., que participaram da audiência para tirar as dúvidas.

Dentre os questionamentos, estava o do vereador Antônio Marcos Silva, o Marquinhos (DEM) sobre as metas da prefeitura para educação. "Está Casa precisa ser informada quais os planos do executivo para o ano seguinte no que se refere à educação, precisamos discutir essa situação, pois é um assunto que precisa estar presente na LDO".

O vereador Gutemberg Araújo (PSDB), presidente da Comissão de Orçamento da Câmara que conduziu os trabalhos da Audiência, salientou a importância do momento que para ele foi positivo. "O evento foi importante para tirarmos todas as dúvidas referentes à LDO, estudar mais sobre o assunto, momentos como este precisam ser valorizados e creio que saímos daqui com mais ideias para as emendas que estamos apresentando agora e até para as que serão apresentadas quando estivermos discutindo a LOA, saio desse encontro satisfeito", encerrou.

De acordo com Gutemberg, as considerações dos parlamentares presentes na audiência serão analisadas pelos membros da Comissão de Orçamento. Após essa avaliação será decidido sobre a necessidade de novo encontro para debater o tema, seguindo o cronograma determinado. Para o relator Osmar Filho (PDT), os trabalhos do colegiado em relação à LDO têm dimensionado sua importância como peça fundamental para a cidade.

A audiência durou pouco mais de duas horas e meia e contou com participação da equipe de governo municipal, entre eles os secretários de Administração, Mittyz Rodrigues; de Projetos Especiais, Gustavo Marques; e o Controlador Geral do Município, Jackson Castro. Ainda participaram da audiência os vereadores Osmar Filho (PDT), Concita Pinto (PEN), Cezar Bombeiro (PSD), Beto Castro (PROS), Raimundo Penha (PDT), Astro de Ogum (PR) e Francisco Chaguinhas (PP).

Vargem Grande: prefeitura paga 1/3 de férias e antecipa 50% do décimo terceiro dos servidores da educação

A Prefeitura de Vargem Grande realizou na quarta-feira (21) o pagamento do 1/3 de férias e antecipou o pagamento de 50% do décimo terceiro dos servidores da educação. 

Para o prefeito Carlinhos Barros (PCdoB), esses ajustes nas contas públicas e o gerenciamento responsável dos recursos públicos, são frutos de uma administração que dará ao cidadão reconhecimento aos seus direitos.

Barros disse ainda que a prefeitura tem mantido com muita responsabilidade e equilíbrio todos os seus serviços, tocado obras e batalhando diuturnamente por novos projetos para o povo de Vargem Grande.

O Secretário de Educação, Thiago Braz, destacou que os pagamentos, feito pelo município e as antecipações, impulsiona a economia da cidade em tempos de crise econômica e orçamento apertado, o que representa um alívio e proporciona ao servidor público incrementar suas economias, honrar pagamentos de despesas extras ou buscar um rendimento maior para o dinheiro.

Não identificados pela PF, grampo revela que Fernando e Ernani faturaram com esquema do IDAC

Blog do Garrone - Nas gravações autorizadas pela Justiça das conversas telefônicas entre os integrantes do IDAC, dois nomes citados apenas como Ernani e Fernando, não foram identificados pela Polícia Federal.

A dupla, de acordo com o que leva a entender os diálogos interceptados pela PF, teriam se beneficiado dos recursos desviados do sistema de saúde do Maranhão.

O caso mais evidente é o de Ernani, que foi mencionado pelo presidente Antônio Aragão em conversa com o diretor do instituto, Mauro Serra, sobre a visita do sujeito ao escritório para buscar, o que seria sua parte no esquema.

Aragão ainda determina, no mesmo telefonema, a seu interlocutor que assim que ele pegasse o “din…”, era para ligar pra ele.

Noutro diálogo, Bruno Balby, que assinava os cheques, pergunta a Valterleno Silva Reis, responsável pelos saques em espécie, se ele já tinha passado o de Fernando.

Aragão, Serra, Balby, Valterleno e Paulo Mendes foram presos durante a operação Rêmora e não se sabe se revelaram em seus depoimentos quem são e quanto levaram Ernani e Fernando.

Será mera semelhança?

Na representação enviada à Justiça, o delegado federal, Wedson Cajé Lopes, responsável pelas investigações, ressaltou que o enredo criminoso foi apenas parcialmente desvendado; e que somente uma parcela das pessoas que se beneficiaram foram identificadas.

O que significa que a PF ainda vai bater na porta de muita gente!

quarta-feira, 21 de junho de 2017

Pesquisa Exata aponta que Flávio Dino venceria Roseana com 30 pontos de diferença

Marrapá - Pesquisa do Instituto Exata encomendada pelo Jornal Pequeno apontou larga vantagem do governador Flávio Dino (PCdoB) sobre a ex-governadora Roseana Sarney (PMDB), caso as eleições fossem hoje.

No cenário em que aparecem apenas Flávio e Roseana, o governador marcou 51 pontos percentuais contra 28 da peemedebista. Outros 16% disseram votar nulo, branco ou nenhum e 5% não sabem ou não responderam. Em votos válidos, a diferença chegaria a 30 pontos.

O número é bem próximo a outro dado divulgado ontem, em que 58% dos entrevistados na mesma pesquisa disseram aprovar o atual governo. Ou seja, Dino tem um eleitorado consolidado que pode garantir sua reeleição.

A pesquisa Exata foi realizada entre os dias 14 e 17 de julho deste ano. Foram ouvidos 1404 eleitores e a margem de erro é de 3,2 pontos percentuais para mais ou para menos, com grau de confiabilidade é de 95%.

Vargem Grande: Secretaria de Educação realiza simulado preparatório para alunos da Rede Municipal

Aconteceu ontem (19), em Vargem Grande, o simulado preparatório para a Prova Brasil, que será realizada em novembro. 

As provas estão sendo realizadas na escola José Salim Trabulsi para os alunos do 5º ano e na escola Azizi Trabulsi para os alunos do 9º ano. A realização do simulado é uma das decisões tomadas no II Encontro de Formação Mais Aprendizagem, com o objetivo de atingir a meta do IDEB.

terça-feira, 20 de junho de 2017

Governo Flávio Dino tem 58% de aprovação, aponta Exata/JP

A nova pesquisa Exata/JP comprova que o Governo do Maranhão mantém os bons índices de aprovação que vêm se mantendo desde o início do mandato, consolidando sua gestão como uma das mais bem avaliadas do país. Realizada entre 14 a 17 de junho, a pesquisa identificou que o governo tem 58% de aprovação. Ainda segundo a pesquisa, a gestão não conta com a aprovação de 38% dos entrevistados, enquanto 4% não sabem avaliar.

A figura do governador segue tendo uma avaliação melhor que a do governo como um todo. O gestor Flávio Dino tem 59% de aprovação, contra 37% de desaprovação. Cerca e 46% dos entrevistados consideram a postura pessoal do governador “muito positiva” ou “positiva”, enquanto apenas 18% a consideram “negativa” ou “muito negativa”.

“O Governo Flávio Dino demonstra sólida imagem positiva perante a maioria do eleitorado e resiliência em face da deterioração do ambiente político nacional que afeta em cadeia todos os gestores públicos no país”, comenta o instituto, em sua avaliação analítica. “A elevada aprovação do Governo, considerando todo o contexto, reforça inegavelmente o imenso favoritismo do governador Flávio Dino nas eleições do próximo ano”.

A pesquisa Exata/JP foi colhida entre os dias 14 e 17 de junho com 1.404 pessoas. Tem margem de erro de 3.2 pontos percentuais e índice de confiabilidade de 95%.