.

.

terça-feira, 16 de junho de 2020

Vargem Grande: após pedido de vereadores, Carlinhos Barros concede gratificação à servidores e suspende cobrança dos consignados


O prefeito Carlinhos Barros (PCdoB) informou na segunda-feira (15), através de informes oficiais do governo a concessão de gratificação aos servidores municipais que estão atuando no enfrentamento da Covid-19.

No informe o governo municipal não fala de percentual, mas cita alguns profissionais que foram contemplados, porém já existe uma insatisfação dos que não foram incluídos e reclamação por parte de alguns que foram listados e ainda não receberam. 

Os vereadores Braga (PL), Célio Mendes (PL), Diegão da Madeireira (PL) e Jociedson Aguiar (PL), fizeram no dia 12 de maio, 06 solicitações ao chefe do executivo municipal, dentre elas a gratificação à todos os profissionais que estão engajados na linha de frente de combate da pandemia do novo coronavírus. De acordo com os vereadores, a solicitação incluem profissionais da saúde, servidores do hospital, motoristas, Guarda Municipal, Bombeiro Civil, Garis, entre outros.


O governo do prefeito Carlinhos Barros, ainda anunciou a suspensão da cobrança  dos empréstimos consignados durante a pandemia. Essa medida também foi objeto de solicitação no dia 27 de maio,  pelos vereadores Braga, Conceição Oliveira, Célio Mendes, Diegão da Madeireira e Jociedson de Aguiar, que na oportunidade, ainda solicitaram do prefeito, mais duas medidas que visam contribuir no combate à Covid-19.


Ainda em relação a suspensão dos empréstimos consignados os vereadores chegaram a protocolar na terça-feira (09) um projeto de lei que trataria do assunto em âmbito municipal, conforme cópia do projeto.




Segue abaixo todas as medidas solicitadas pelos parlamentares: 

  • Suspensão durante a pandemia da cobrança da taxa de iluminação pública; 

  • Gratificação aos profissionais que estão na linha de frente no combate à pandemia;

  • Transparência nos gastos dos valores destinados ao município para combater à Covid-19; 

  • Criação de efetivas barreiras sanitárias nas entradas e saídas da cidade; 

  • Destinação de 10% dos recursos recebidos para combater a pandemia, para aquisição de máscaras e álcool em gel, para serem distribuídos à população; 

  • Um local de referência para tratamento dos pacientes com o novo coronavírus;

  • Suspensão da cobrança dos empréstimos consignados durante a pandemia;

  • Implementação de 40% de insalubridade aos Garis;

  • Implantação de pontos de higienização no mercado Central e nas feiras das avenidas São Raimundo e Roberto Leite.

Nenhum comentário:

Postar um comentário